Canais de Notícia

Economia

Publicada em 30/04/2014

Superaquecimento do mercado eleva expectativa dos pecuaristas

O valor do quilo/vivo mais do que dobrou em 2014 frente a 2013.

Da assessoria

Com a crescente alta na valorização do bezerro, a expectativa dos produtores que investem no mercado de cria está cada vez maior. O valor que até o ano passado chegava a ser comercializado por pouco mais de dois reais o kg/vivo, atualmente mais do que dobrou, chegando a uma valorização de mais de cinco reais o kg/vivo.

Segundo Adriano Barbosa, leiloeiro rural com mais de vinte anos de experiência neste mercado, a alta nos preços é muito consistente já que há anos o preço se mantinha, portanto o que acontece agora vem suprir essa defasagem que o bezerro sofria em seu preço.

“Os anos a fio de oferta menor e a dificuldade de acesso aos animais puxava o valor para baixo. Estamos vivendo um momento de solidez e consolidação de preço, que já deveria ter acontecido há muito tempo, se você comparar o índice do IGPM por exemplo. O bezerro de fato está sustentando a cotação do boi gordo e acredito que deve permanecer assim por um bom tempo”, explica o leiloeiro.

A genética e qualidade dos animais ofertados atualmente é outro ponto que contribui para o crescimento dos preços da bezerrada. Rubinho Catenacci, da Fazenda 3R, localizada na região do Figueirão em Mato Grosso do Sul, que possui foco na produção de bezerros, ressalta que a qualidade está se pagando e contribuindo para o aquecimento desse mercado.

“Acredito também que essa valorização cresça ainda mais, principalmente quando falamos de um animal que teve todas as condições necessárias para se desenvolver bem, como genética, manejo e a nutrição, que é o que preconizamos na minha fazenda. Com a falta de matrizes, a pouca oferta de bezerros e a alta qualidade dos que estão disponíveis, a tendência é dessa valorização só aumentar”, enfatiza Rubinho.

Para Adriano Barbosa, o investimento em genética vai de encontro com a própria exigência do mercado atual.

“Estamos vivendo um momento onde a pecuária precisa ser de excelência, principalmente porque vivemos um momento de integração com a lavoura, onde a genética é fundamental para a diminuição do ciclo. Se não tiver genética, o pecuarista não vai ter retorno, antigamente estávamos preocupados com povoamento e hoje é com a qualidade do que é produzido, influência da genética na atividade”, finaliza Adriano.

Oportunidade

E nesta quarta-feira, 30 de abril, o mercado terá uma possibilidade única de adquirir genética diferenciada em bezerros de corte. A Fazenda 3R realiza o Leilão Bezerros de Qualidade Fazenda 3R e Fazendas Reunidas, edição Expogrande 2014, a partir das 20 horas, no tatersal de elite da Acrissul em Campo Grande. Em oferta, mais de 1.700 animais, sendo 500 com a marca 3R, 200 bezerras de desmama com peso médio de até 280 kg, e 300 bezerros com peso até 330 kg.