Canais de Notícia

Economia

Publicada em 09/04/2014

Levantamento revela a força dos pequenos negócios na economia

Micro e pequenas empresas representam 99,1% dos empreendimentos do estado.

Da assessoria

De acordo com levantamento realizado pelo Sebrae, com base nos dados do Cadastro Geral de Empregados (Caged) do Ministério do Trabalho, e divulgado no último mês, as micro e pequenas empresas, em 2012, já representavam 99,1% dos negócios do Mato Grosso do Sul; ou seja, 75 mil empreendimentos.

No período de 2002 até 2012, ao todo, os pequenos negócios foram responsáveis pela geração de 92,4 mil novos postos de trabalho; 11.300 deles somente entre 2011 e o ano posterior. O total representa 56% dos empregos privados não agrícolas formais do MS e 49% da massa salarial.

"O cenário está bem positivo para os pequenos negócios, que estão ampliando, pois o número de contratações cresce mais do que o de empresas abertas”, ressalta Vanessa Schimidt, analista técnica do Sebrae no MS.

Setor de serviços avança

Em relação aos setores de atividade, a pesquisa aponta que, apesar de ter reduzido ao longo dos anos em pouco mais de sete pontos percentuais sua parcela de representação, o comércio manteve-se como a atividade com maior número de micro e pequenas empresas: 40,7 mil – mais da metade do total.

O setor de Serviços não apenas se manteve como o segundo setor mais expressivo, como teve sua participação elevada de 26,4% em 2002 para 31,3% em 2012; neste último ano, havia 23,5 mil pequenos negócios atuantes no setor de serviços em Mato Grosso do Sul. Já a indústria em 2012 apresentou 6,9 mil unidades (9,1%), e a construção civil 5,4% do total de micro e pequenas empresas, ou seja, 4 mil estabelecimentos.

"Mas não significa que, por um setor estar crescendo, o empreendedor já tenha a garantia de que o negócio vá dar certo. É preciso fazer um estudo de mercado e o planejamento estratégico bem detalhados”, alerta Schmidt.