Canais de Notícia

Economia

Publicada em 21/03/2014

Déficit nos estoques mundiais de açúcar deve alavancar preços, diz Nastari

No ciclo 2014/2015, estoques mundiais terão saldo negativo de 1,61 milhão de toneladas.

Anderson Viegas

No ano safra 2014/2015, os estoques mundiais de açúcar devem ter um déficit de aproximadamente 1,61 milhão de toneladas e para o ciclo 2015/2016, a previsão é de que o saldo negativo entre oferta e demanda aumente ainda mais, chegando até a 5 milhões de toneladas. Esse cenário deve alavancar as cotações do alimento após um período de baixa. A avaliação foi feita pelo presidente da consultoria Datagro, Plínio Nastari, em palestra no 2º Canacentro, em Campo Grande (MS).

Nastari diz que essa perspectiva de mercado deve influenciar também no mix de produção da próxima safra brasileira. “O preço do açúcar acima de 18 centavos de dólar por libra peso deve influenciar um mix mais açúcareiro”, comenta. Ele aponta, entretanto, que na área agrícola o setor deve ter novamente um ano difícil em razão dos efeitos climáticos nos canaviais.

“O clima seco em várias regiões canavieiras tem afetado o desenvolvimento fisiológico dos canaviais. A soma de fatores como o clima adverso, aumento da área colhida e menor uso de maturadores deve resultar em um baixo rendimento industrial no canavial. Além disso, o retorno das chuvas, que deve ocorrer nos próximos meses, levará a inversão de açúcares nas plantas, prejudicando a capacidade de cristalização, o que vai afetar a produção de açúcar e o aproveitamento do tempo das usinas”, alerta.

Nastari diz que neste cenário o Centro-Sul pode produzir na nova safra 575 milhões de toneladas, um volume 3,6% inferior aos 596 milhões do ciclo 2013/2014.