Canais de Notícia

Economia

Publicada em 19/03/2014

Preço do boi gordo em Mato Grosso do Sul atinge novo recorde

Alta é resultado da oferta restrita de boi gordo pronto para abate e do aquecimento da demanda.

Da assessoria

O preço do boi gordo em Mato Grosso do Sul registrou novo recorde histórico em fevereiro deste ano, com média de R$ 108,81 a arroba, contabilizando aumento de 2% em relação ao mês de janeiro, quando o preço médio ficou em R$ 106,31 a arroba. As informações são do Departamento Econômico da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Sistema Famasul), divulgadas no Informativo Casa Rural e mostram que a cotação do boi gordo registra valorização de 20% frente ao mesmo período do ano passado (R$ 93).

Para a assessora técnica do Sistema Famasul, Adriana Mascarenhas, a alta do setor é resultado da oferta restrita de boi gordo pronto para abate e do aquecimento da demanda, tanto no mercado interno, como externo. "Como já era esperado pelo setor, o preço atingiu recorde em fevereiro impulsionado pelo crescimento expressivo das exportações, que subiram no período 66% em relação a 2013", ressalta.

As vendas internacionais totalizaram 15,5 mil toneladas em fevereiro deste ano, resultando na receita de US$ 65,6 milhões, 27% a mais que em 2013. O principal comprador foi a Rússia, com participação de 54,2%, ao adquirir 8,4 mil toneladas da carne sul-mato-grossense.

De acordo com Adriana, a tendência é de novas elevações nas exportações do setor no decorrer do ano. "Países tradicionalmente fornecedores mundiais de carne bovina, como Austrália e Estados Unidos, apresentam dificuldades de produção, por causa de eventos climáticos, com isso, o Brasil deve atrair novos mercados".

Além dos fundamentos citados, a assessora da Famasul enfatiza que após alguns anos de negociação, finalmente existe a possibilidade de exportar carne bovina in natura para os EUA, fato que alavancará o setor. "Os americanos são referência mundial no sistema sanitário, então, caso as vendas se concretizem, vender para eles abrirá um precedente que poderá influenciar outros mercados a negociar com o Brasil".

informativo Casa Rural divulga também o dados de abates e revelam que em fevereiro caíram 3,5% em relação ao volume abatido em fevereiro de 2013, saindo de 334 mil para 322 mil bovinos.