Canais de Notícia

Economia

Publicada em 13/03/2014

Inadimplência do consumidor tem queda em fevereiro, revela Serasa

As dívidas com os bancos e os cheques sem fundos foram os principais responsáveis pelo recuo do índice no mês.

Da assessoria

O Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor registrou em fevereiro deste ano queda de 1,7%, na comparação com janeiro. Na variação anual – fevereiro de 2014 contra o mesmo mês de 2013 – o indicador caiu 2,3%, representando o nono recuo interanual consecutivo (mês contra mesmo mês do ano anterior). O primeiro bimestre do ano, em relação ao mesmo período do ano anterior, também apresentou declínio de 3,2%.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, a inflação em alta, os aumentos sucessivos das taxas de juros e o crescimento mais fraco da economia contribuem para desacelerar a curva descendente da inadimplência do consumidor uma vez que as quedas interanuais (comparação do mês contra o mesmo mês do ano anterior) estão se tornando menores desde outubro do ano passado: outubro/13 (-11,9%); novembro/13 (-10,3%); dezembro/13 (-6,5%); janeiro/14 (-4,0%) e fevereiro/14 (-2,3%).

As dívidas com os bancos e os cheques sem fundos foram os principais responsáveis pela queda do índice em fevereiro, com variações negativas de 3,2% e 10,8% e contribuições negativas de 1,5 p.p. e 1,2 p.p., respectivamente. Os títulos protestados também contribuíram para o recuo do indicador, com variação negativa de 16,7% e contribuição negativa de 0,3 p.p. Já a inadimplência não bancária (junto aos cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica, água etc.) teve crescimento de 2,6% e contribuiu (1,1%) para que o índice não caísse ainda mais em fevereiro de 2014.