Canais de Notícia

Economia

Publicada em 07/03/2014

Vendas de material de construção caem 4% em janeiro

Cimentos, tintas, louças sanitárias e metais sanitários foram os segmentos com maior retração.

Da assessoria

As vendas do varejo de material de construção caíram 4% em fevereiro. A informação é do estudo mensal realizado pelo Instituto de Pesquisas da Universidade Anamaco, divulgado nesta sexta-feira, 07 de março. Segundo o levantamento, que ouviu 530 lojistas das cinco regiões do país entre os dias 24 e 27 de fevereiro, estabelecimentos de todos os portes sentiram o impacto. A margem de erro é de 4,3 pontos percentuais.

“Assim como aconteceu em 2012 e 2013, já esperávamos um resultado negativo para as vendas em fevereiro, mas a queda foi menor do que a apresentada nos anos anteriores. Além do mês ter menos dias úteis, devido ao Carnaval, foi um período de bastante chuva, o que atrapalha reformas e construções. Fora isso, as pessoas pagam novos impostos e matrículas escolares agora no início do ano. É um comportamento que já era esperado ”, explica o presidente da Anamaco, Cláudio Conz.

As maiores retrações aconteceram nos segmentos de cimento, tintas, louças sanitárias e metais sanitários. Já portas e janelas de alumínio, aço, iluminação, fechaduras e ferragens apresentaram crescimento.

No levantamento por regiões, o Nordeste teve o melhor desempenho no mês, com 28% das lojas apresentando crescimento. Em seguida, veio o Norte (25%), Centro-Oeste (22%) e Sudeste (21%). A região Sul foi a com o pior resultado no mês de fevereiro, onde apenas 14% das lojas tiveram aumento de vendas no período.

“Apesar dos números apresentados em fevereiro, 61% dos lojistas acreditam que devem ter acréscimo de vendas já em março, sendo que os estabelecimentos do Centro-Oeste, Norte e Sul são os mais otimistas”, explica Conz.

O levantamento também revela que 25% das lojas pretende contratar novos funcionários em março. Já 49% dos lojistas devem fazer novos investimentos nos próximos 12 meses.