Canais de Notícia

Ciência & Tecnologia

Publicada em 26/12/2012

Embrapa publica livro Química Analítica Aplicada à Agroenergia

Os autores são Silvio Vaz Júnior e Itânia Pinheiro Soares, ambos químicos com doutorado em Química Analítica e pesquisadores.

Embrapa Agroenergia

Apresentando tanto métodos e técnicas convencionais quanto inovadores, a Embrapa Agroenergia (Brasília/DF) acaba de publicar o livro “Química Analítica Aplicada à Agroenergia”. Os autores são Silvio Vaz Júnior e Itânia Pinheiro Soares, ambos químicos com doutorado em Química Analítica e pesquisadores da unidade. Eles realizaram um levantamento das principais técnicas analíticas clássicas e instrumentais em uso, baseando-se nas experiências profissionais de cada um, na literatura científica e na legislação sobre o tema.

Além de tratar das técnicas analíticas, a obra traz orientações para o desenvolvimento, validação e controle de métodos. Aborda, ainda, as aplicações analíticas em agroenergia. De acordo com Vaz Júnior, o livro preenche uma lacuna na literatura técnica brasileira. “É a primeira obra abordando esse tema lançada no País”, ressalta. Ele enfatiza que cada setor produtivo tem necessidade de diferentes abordagens analíticas – daí a importância de referências para a área de agroenergia.

O livro mostra exemplos de aplicações das técnicas com fluxogramas dos processos analíticos. “As técnicas são abordadas de forma prática, facilitando o entendimento de profissionais de diversas áreas”, completa Itânia.

No prefácio do livro, o chefe-geral da Embrapa Agroenergia, Manoel Teixeira Souza Júnior, ressalta a importância da publicação para a Empresa. “Sendo a Embrapa uma instituição de reconhecida importância para o agronegócio, torna-se pertinente que seus pesquisadores se empenhem em levar aos setores produtivos os avanços técnico-científicos disponíveis para a garantia da qualidade dos produtos e para a redução do impacto ambiental negativo de seus processos produtivos, contribuindo para a sustentabilidade da exploração econômica da biomassa”, afirma.