Canais de Notícia

Ciência & Tecnologia

Publicada em 09/02/2015

Embrapa Gado de Corte prepara a 10ª edição da Dinapec

Evento será ralizado entre os dias 11 e 13 de março, em Campo Grande.

Da Embrapa Gado de Corte

Há dez anos, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, realiza a Dinâmica Agropecuária (Dinapec) na vitrine tecnológica da Embrapa Gado de Corte, em Campo Grande-MS. Este ano, entre os dias 11 e 13 de março, 14 Unidades da Empresa estarão na feira de tecnologias, além de parceiros, apresentando roteiros tecnológicos e dinâmicas, oficinas, publicações e produtos.

Gratuitamente, produtores, técnicos e estudantes podem visitar os 32 hectares de área da Dinapec e percorrer os roteiros sobre Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), novas cultivares forrageiras, produção de novilhos precoce/Boas Práticas Agropecuárias (BPA), produção leiteira, sanidade animal e rastreabilidade, manejo de pastagens, Integração Lavoura-Pecuária (ILP), melhoramento genético animal, ovinocultura e alimentação de gado leiteiro em pequenas propriedades, com duração de quatro horas cada.

Também sem custo algum, serão ministradas oficinas de manejo de bezerras leiteiras e higiene na ordenha, Boas Práticas de Fabricação, aproveitamento de resíduos - briquetes (lenha ecológica), gestão de resíduos em propriedades rurais e prevenção e controle a incêndios florestais com instrutores da Embrapa e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/MS). Os treinamentos teóricos e práticos acontecerão nos dias 12 e 13, com 25 vagas disponíveis e inscrições no site, www.embrapa.br/gado-de-corte, ou nos dias do evento.

"No ano passado inserimos clínicas tecnológicas atendendo ao público que buscava uma atenção maior dos especialistas, porém notamos que o tira-dúvidas acontecia durante as palestras, era um movimento natural e assim aprimoramos os roteiros de forma que levassem informações, aprofundamento e troca de experiências", observa o analista de Transferência de Tecnologia da Embrapa, Websten Cesário da Silva, um dos responsáveis pela Dinapec.

Para ele, que há seis anos está envolvido na organização da Dinâmica, a cada ano o evento adapta-se à realidade do produtor e ao mercado. Em edições passadas, as capacitações encorpadas foram o foco, com palestras e cursos; em outras, o Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura (Programa ABC) e ainda houve ano que as tecnologias para a agricultura familiar eram o destaque. "Buscamos acompanhar as transformações e as demandas e, hoje, o nosso visitante deseja dinâmicas ágeis, participativas, práticas e que traduzam sua vivência no campo".

Novo capim

Pelo segundo ano consecutivo, a Embrapa e a Associação para o fomento à pesquisa de melhoramento de forrageiras (Unipasto) apresentam uma cultivar de Panicum maximum para a próxima safra. Em 2014, a BRS Zuri e em 2015, a BRS Tamani. A "cv. BRS Tamani vem para suprir uma demanda por uma cultivar de Panicum maximum de porte baixo, fácil manejo, resistente às cigarrinhas-das-pastagens, com maior valor nutritivo e perfilhamento. É uma importante alternativa para diversificar áreas plantadas unicamente com a cultivar Massai, contribuindo para uma pecuária mais intensiva e produtiva", explica a melhorista da Empresa, Liana Jank. A gramínea forrageira tropical Panicum maximum é uma espécie de alta produtividade e qualidade responsável por grande parte da terminação de bovinos no Brasil, sendo as cultivares Tanzânia e Mombaça as mais difundidas.

Abertura

Na abertura oficial da Dinapec, dia 11, a Unidade lançará as obras "Nutrição de bovinos de corte - fundamentos e aplicações", editada por Sérgio Raposo de Medeiros, Rodrigo da Costa Gomes e Davi José Bungenstab, e "Sistemas Agroflorestais, a agropecuária sustentável", por Valdemir Antônio Laura, Fabiana Villa Alves e Roberto Giolo de Almeida.

Os dez estudantes do Projeto Agroescola também serão diplomados na abertura. A proposta transfere conhecimentos em pecuária de corte, com a tutoria da equipe de pesquisadores da Embrapa e esse acordo de cooperação técnica é entre a Prefeitura de Campo Grande, o Governo do Estado/Fundect, a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e a Empresa. Hoje, já há 32 profissionais formados pelo Projeto atuando no setor.

História

A Dinapec teve sua primeira edição em 30 de março de 2006 denominada "Feira de Agroinovação". O tema principal foi o Sistema de Integração Lavoura-Pecuária e o objetivo era destacar o conhecimento voltado para uma pecuária de corte sustentável. Nos 27 hectares disponíveis, dez Unidades da Embrapa reuniram-se demonstrando as várias possibilidades para se produzir carne bovina de qualidade.

Os anos passaram, o número de Centros de Pesquisa ampliou, assim como, a área da feira e, sobretudo, o objetivo. Para o atual chefe adjunto de Transferência de Tecnologia da Embrapa Gado de Corte, Pedro Paulo Pires, "após dez anos, a Dinapec é uma vitrine da Embrapa e suas tecnologias. Cada Unidade participante transfere seus últimos lançamentos e o produtor conhece um pouco do que a Empresa desenvolve de melhor".

A Dinapec está localizada na Avenida Rádio Maia, 830, zona rural, saída para Aquidauana, na capital sul-mato-grossense. Informações pelo telefone (67) 3368-2141 e www.embrapa.br/gado-de-corte.