Canais de Notícia

Ciência & Tecnologia

Publicada em 23/01/2015

Pesquisador alerta para riscos do plantio da soja safrinha

Assunto foi debatido no Showtec, em Maracaju, nesta quinta-feira.

Da Fundação MS

Os riscos de plantio da soja safrinha foram tema do giro tecnológico da 19ª edição do Showtec, que segue em Maracaju até esta sexta-feira (22). O giro foi comandado pelo engenheiro agrônomo e pesquisador da Fundação MS, José Fernando Jurca Grigolli.

“Quando se planta soja sobre soja, temos menor tolerância da planta às secas e veranicos, há maior degradação física do solo e ocorrência antecipada de pragas como a falsa-medideira, largarta Helicoverpa e o percevejo marrom da soja, com maior dificuldade para controle dessas pragas e aumento do número de aplicações de inseticidas, inviabilizando o custo de produção”, alertou Grigolli.

Outro problema apontado pelo pesquisador também decorre da intensificação do uso de fungicidas e inseticidas. “Ao longo das safras, haverá redução de sua eficiência já que a utilização será feita sempre em intervalos muito curtos”, esclarece. O plantio da soja sem o consorcio com o milho, por exemplo, também reduz o aporte de matéria orgânica no solo. “O consorcio com o milho incrementa a palha no solo, possibilitando elevação dos níveis de produtividade da soja. Com a retirada da palha e plantios sequenciais de soja, teremos um solo cada vez mais pobre, com menor capacidade de retenção de água”, complementa.

Na sexta-feira, os giros tecnológicos terão sequencia no Showtec. Pela manhã, os participantes poderão ter acesso a informações sobre variedades de soja, controle biológico, além de conceitos e de como evitar a compactação de solos.