Canais de Notícia

Ciência & Tecnologia

Publicada em 18/12/2014

Fiems ordem de serviço para Instituto Senai de Inovação Biomassa

Obra que terá investimento de R$ 21,6 mi em Três Lagoas.

Da Fiems

Durante a reunião mensal da Diretoria do Sistema Fiems, realizada nesta quinta-feira (18/12), no Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande (MS), o presidente da Fiems, Sérgio Longen, assinou a ordem de serviço para o início imediato da construção do Instituto Senai de Inovação - Biomassa (ISI Biomassa), que será implantado no municípios de Três Lagoas (MS) em área doada pelo Patrimônio da União, localizada na Rua Angelina Tebet, no Bairro Santa Luzia. “O novo modelo do Senai está voltado para a área de pesquisa e o trabalho que o Senai irá desenvolver no ISI Biomassa é inovador e tem foco nas demandas das indústrias”, pontuou.

Ele acrescentou que o ISI Biomassa vai atuar na parte de inovação tecnológica, com pesquisas científicas aplicadas na área de biomassa, desenvolvimento de produtos e processos inovadores. A obra, que terá área de 5 mil m² e investimento da ordem de R$ 21,6 milhões, contará com laboratório de processos químicos, áreas de preparação de matérias-primas, sala de avaliação de resíduos, sala de concentração de amostras, laboratório químico e instrumental (infravermelho, cromatografia líquida e gasosa, plasma e absorção atômica, laboratório de microbiologia, laboratório bioquímico, sala de treinamento, depósito, almoxarifado, biblioteca virtual, recepção, sala de materiais, quatro plantas piloto, biorrefinaria, incubadora e áreas de apoio, recepção, sala multiuso e sala de vídeo conferência.

Após conclusão da obra, o ISI Biomassa, em parceria com o Programa Ciência Sem Fronteiras do CNPq, permitirá a atualização e a qualificação dos pesquisadores para gerar conhecimento e desenvolver tecnologias inovadoras que atendam às necessidades atuais e futuras da indústria. Já o diretor-regional do Senai, Jesner Escandolhero, disse que a ordem de serviço representa o marco do início da infraestrutura física do Instituto, muito embora a equipe técnica já está atuando com projetos contratados por indústrias de todo o Brasil. “O complexo de laboratórios vai oferecer mais suporte ao desenvolvimento de novas tecnologias na utilização da biomassa como matéria-prima industrial”, afirmou.

O ISI Biomassa pretende atender a todos os setores da indústria e às demandas específicas de cada região do País em áreas como energias renováveis, cosméticos, fármacos e fármacos veterinários, alimentos para animais com combinação de biomassa para rações, química fina e resíduos industriais. A atuação do ISI Biomassa está voltada para o desenvolvimento de soluções sustentáveis para processos de produção, a mobilização para novas matérias-primas, o desenvolvimento de processos inovadores de conversão de biomassa, a otimização dos processos de conversão de biomassa e o desenvolvimento de novos produtos e aplicações industriais.