Canais de Notícia

Ciência & Tecnologia

Publicada em 14/07/2014

Senai de MS terá 1º laboratório de inovação e criatividade em alimentos

Para abrigar a unidade, o CPA do Senai de Dourados será todo readequado.

Da Fiems

Em sintonia com as novas necessidades do mercado em que a criatividade é uma ferramenta fundamental de competitividade nos negócios, o Senai de Mato Grosso do Sul passará a oferecer aos empreendedores a oportunidade de desenvolver projetos inovadores na área de alimentos. Trata-se do Laboratório de Inovação e Criatividade, que será implantado dentro do Instituto Senai de Inovação – Alimentos (IST Alimentos), a ser inaugurado em Dourados (MS) no próximo dia 25 de julho.

Segundo o diretor-regional do Senai, Jesner Escandolhero, trata-se do único laboratório do País voltado para trabalhar a parte de inovação e criatividade na área de alimentos, o que torna Mato Grosso do Sul referência nacional nos produtos e processos criativos no setor. “A implantação do laboratório representa um importante avanço para as indústrias do Estado, que passam a contar com mais uma infraestrutura para desenvolver projetos com suporte e tecnologia. Por ser o único no Brasil, o laboratório significa um marco importante para Mato Grosso do Sul, pois será referência e vai atender todo o país, transbordando as fronteiras”, declarou.

Ele informou ainda que, em todo o país, serão cinco laboratórios em diversas áreas nos Estados da Bahia, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Paraíba e Paraná. “Esta é mais uma do Senai para instigar a cultura da inovação no setor industrial”, afirmou. Para abrigar o Laboratório de Inovação e Criatividade, o CPA (Centro de Processamento de Alimentos) do Senai de Dourados será todo readequado com novos equipamentos e salas.

De acordo com o gerente de tecnologia e inovação do Senai, Gilberto Evidio Schaedler, a previsão é que o laboratório passe a funcionar a partir de outubro deste ano. Nesta fase de implementação do laboratório, o Senai está discutindo a estruturação e modelo de gestão do laboratório. “Ainda neste mês, teremos reuniões com dirigentes da área de tecnologia do Senai Nacional para conhecer a infraestrutura e tratar das ações de implementação do projeto”, comentou.

Ele acrescenta que o programa conta com uma parceria do Sebrae, que irá apoiar projetos de até R$ 50 mil. Atualmente, no Brasil, o empreendedor que quer investir em inovação precisa contar com a boa vontade de laboratórios de universidades, centros de pesquisa e ensino, ou adquirir equipamentos necessários e contratar os profissionais – um processo mais caro e burocrático, que implica em endividamento e diminui as chances de sucesso.

Projeto

O programa irá oferecer a estrutura da instituição para a prototipagem de produtos – etapa fundamental em processos de inovação, que dá forma à ideia desenhada na prancheta. Esta é mais uma ação do conjunto de iniciativas do Senai e da CNI (Confederação Nacional da Indústria) para estimular a cultura da inovação no setor industrial.

Dourados é o principal polo industrial, comercial e de serviços da Região e se destaca por ser o segundo maior PIB do Estado. Apesar da predominância do agronegócio, a produção industrial já ocupa espaço significativo na economia sul-mato-grossense, sobretudo no setor de alimentos e bebida.