Canais de Notícia

Ciência & Tecnologia

Publicada em 23/05/2014

Bayer CropScience e Embrapa firmam acordo de cooperação

Iniciativa visa o desenvolvimento de soluções para o desenvolvimento da agricultura.

Da Bayer

A Bayer CropScience, uma das empresas líderes em soluções inovadoras para agricultura, e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), referência global na área de pesquisa agrícola, anunciaram hoje, a assinatura de um acordo de cooperação nas áreas de ciências agrícolas e tecnologia. Detalhes financeiros sobre o acordo não foram revelados.

Esta parceria público-privada prevê o desenvolvimento de pesquisas conjuntas, que visam levar ao agricultor brasileiro soluções modernas, eficientes e inovadoras, que possam contribuir para o desenvolvimento sustentável da agricultura. A parceria está prevista até 2019 e os projetos serão definidos em comum acordo e seguindo as demandas do setor por soluções específicas.

“Inovação é um valor essencial para a nossa empresa. Parcerias com instituições que são referência na área de pesquisa, como é o caso da Embrapa, são pré-requisito para respondermos ainda mais rápido à crescente demanda por novas soluções tecnológicas que possam ajudar os agricultores a enfrentar os desafios da agricultura moderna”, enfatiza Eduardo Estrada Whilpple, presidente da Bayer CropScience para Brasil e América Latina.

Segundo Estrada, esta parceria é um marco para a Bayer, pois a cooperação com a Embrapa vai acelerar o desenvolvimento e introdução no mercado de produtos inovadores que são essenciais para elevar a produtividade e qualidade dos alimentos. “Estamos ansiosos para iniciarmos as atividades com a renomada e reconhecida equipe da Embrapa”, complementa.

Para Maurício Lopes, presidente da Embrapa, o acordo abre novas possibilidades para o desenvolvimento de produtos e processos inovadores, com grande potencial de impacto tanto no mercado nacional quanto internacional. “Estudaremos agora as linhas de pesquisa prioritárias que vão nortear a parceria, para, a partir daí, estimular projetos e redes envolvendo pesquisadores das duas empresas e de outras instituições interessadas”.