Canais de Notícia

Ciência & Tecnologia

Publicada em 21/01/2014

Cientista nigeriano faz pesquisa sobre pinhão-manso no Brasil

Na Nigéria planta está relacionada a questões ambientais, no Brasil a produção de biocombustíveis.

Do CanaNews com assessoria

O cientista nigeriano Nwauzoma Akagbuo Barth desenvolveu uma pesquisa sobre pinhão-manso na Embrapa Agroenergia, em Brasília (DF). Professor da Rivers State University of Science and Technology, eles conduziu um estudo com pesquisador-visitante sobre o controle biológico da antracnose na planta.

Na Nigéria, o cultivo do pinhão-manso está relacionado a questões ambientais. No norte do país está sendo utilizando para impedir o avanço do deserto sobre outras áreas e no sul o objetivo é utilizar a planta para auxiliar a recuperação do solo, que foi contaminado pela exploração de petróleo.

No Brasil, a pesquisa com pinhão-manso é voltada para a sua utilização como matéria-prima para a produção de biocombustíveis, como biodiesel e bioquerosene. Estudos já apontaram que a planta é rica em óleo e tem grande capacidade de adaptação a áreas com menor disponibilidade de água.

A Embrapa Agroenergia lidera uma rede de pesquisa com outras unidades da Empresa e universidades que investiga desde a genética até o processamento do óleo e dos coprodutos dos frutos.

Um dos grandes desafios é aproveitar a torta que sobra da extração do óleo. Uma vez que ela contém substâncias tóxicas, só depois de passar por processos de destoxificação pode ser usada para alimentação animal – principal destino de oleaginosas.