Canais de Notícia

Ciência & Tecnologia

Publicada em 05/11/2012

Fórum sobre inovação reúne mais de mil pessoas em Dourados

Evento terminou com saldo de mais de 100 capacitações no agronegócio, indústria, comércio e serviços.

Da Redação

Fórum promovido em Dourados contou com mais de 100 capacitações durante dois dias. Terminou na noite desta quarta-feira (31), em Dourados-MS, o Fórum de Inovação e Sustentabilidade, iniciativa do Sebrae no Estado que reuniu durante dois dias mais de 1.000 pessoas no Pavilhão de Eventos Teodardo Leitz, para acompanhar mais de 100 capacitações nas áreas do agronegócio, indústria, comércio e serviços.

“Procuramos dividir em segmentos para que os visitantes encontrassem de maneira fácil o espaço de interesse. Percebemos que quem veio buscou aproveitar ao máximo estas atividades. Com certeza, o evento trouxe uma proposta inovadora e alcançou o objetivo”, analisa Flávia Rosa, gerente do Sebrae na região.

Também presente no evento, a gerente de Inovação e Tecnologia da entidade no Estado, Eliane Arruda do Nascimento, fez uma avaliação sobre as atividades realizadas em todo o MS sobre esta temática. “As ações foram um marco. Além de levar o conhecimento, aconteceram oficinas que possibilitaram resultados práticos. Mostramos ao empresário que a inovação é viável, aumenta a competitividade e, por consequência, a participação no mercado”.

Parceiro da iniciativa, o Senai levou ao local temas como segurança elétrica predial, automação industrial, aproveitamento de energia solar e sustentabilidade na construção civil. Além disso, instalou uma unidade móvel para realizar atendimentos a empresas do ramo de confecções e possibilitou a cada uma fazer moldes de peças a serem desenvolvidas.

“O que atrai o público é a novidade; saber o que existe de novo no mercado e levar para dentro do próprio negócio. E quanto a isso o Fórum superou nossas expectativas”, destaca Flávio de Souza Silva, assessor empresarial da entidade.

Fomento à cadeia produtiva

Paralelamente às palestras, aconteceram oficinas para a elaboração dos Planos de Desenvolvimento dos Arranjos Produtivos Locais (APL) dos setores de confecção, sucroenergético e da piscicultura.

“Reunimos os segmentos da produção (matéria-prima), comércio e indústria, com a intenção de possibilitar diferenciação no mercado e desenvolvimento sustentável. Queremos principalmente fortalecer os municípios através da evolução destas cadeias produtivas integradas por micro e pequenas empresas”, afirma Ariane Monaly Garcia, coordenadora do Núcleo Estadual de Apoio ao

Desenvolvimento dos Arranjos Produtivos Locais de Mato Grosso do Sul (NE-APL´s/MS).

Segundo ela, os projetos serão apresentados no dia 4 de dezembro, em Campo Grande, durante a Expo Cidades, aos Ministérios da Integração Nacional e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Caso sejam reconhecidos pelos órgãos do governo, os integrantes destes arranjos passam a contar com instrumentos que podem beneficiar cada um deles, como, por exemplo, juros mais baixos para financiamentos e menores alíquotas de impostos.

Além do público local, o Sebrae recebeu no Fórum de Inovação e Sustentabilidade nos Territórios da Cidadania 21 caravanas formadas por 263 pessoas de 33 municípios sul-mato-grossenses.