Canais de Notícia

Ciência & Tecnologia

Publicada em 19/09/2013

Uso de palha da cana para cogerar energia será assunto do SNBr

Evento será promovido em Brasília entre os dias 24 e 26 de setembro.

Embrapa Agroenergia

Encerram-se nesta quinta-feira (19) as inscrições para o II Simpósio Nacional de Biorrefinarias (II SNBr), que acontece de 24 a 26 de setembro, em Brasília/DF. As inscrições podem ser efetuadas por meio do site www.snbr2013.com.br.

Um dos temas que será abordado no evento é o aproveitamento de resíduos para gerar biocombustíveis e outros produtos. O assunto será apresentado pelo pesquisador José Dilcio Rocha, da Embrapa Agroenergia. Esta instituição é a organizadora do evento, em parceria com a Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim) e a Sociedade de Engenharia Química e Biotecnologia da Alemanha (Dechema).

A palestra de Rocha está inserida na primeira mesa-redonda do Simpósio, que tratará de biomassa para biorrefinarias. Além dos resíduos lignocelulósicos, outros temas em debates serão oleaginosas, açúcares e amidos e materiais lignocelulósicas da indústria de papel e celulose.

Bagaços, palhadas e cascas são exemplos de resíduos lignocelulósicos que podem ser transformados em produtos de alto valor agregado nas biorrefinarias. Para o aproveitamento, esses materiais passam por alguns processos físico, químicos e biológicos A geração de etanol ou biogás, por exemplo, prevê rotas bioquímicas; para acionar um gerador de energia elétrica, utilizam-se processos termoquímicos. Os resíduos também podem ser compactados e transformados em briquetes e péletes para consumo no País ou para exportação.

Durante a apresentação, o pesquisador da Embrapa Agroenergia vai destacar a importância do aproveitamento total da biomassa. As usinas de cana-de-açúcar e plantas industriais de papel e celulose são ricas em resíduos que servem de matéria-prima para outros processos, consolidando o conceito de biorrefinaria.

Os participantes do evento terão acesso à plataforma de networking SNBR-Lifeparthering. Este é um serviço de rede que permite identificar parceiros de cooperação, entrando em contato com os participantes da rede e organizando reuniões durante o Simpósio. Por meio da plataforma, também é possível apresentar produtos e serviços, ofertas e pedidos de cooperação. As reuniões agendadas serão paralelas ao evento

O Simpósio tem o apoio institucional do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, da Internacional Union of Pure and Applied Chemistry (IUPAC), da Sociedade Ibero-americana para o Desenvolvimento das Biorrefinarias (Siadeb), da Sociedade Brasileira de Química (SBQ), da Associação Brasileira da Indústria da Cana-de-açúcar (Unica), da Associação Brasileira das Indústrias de Química Fina, Biotecnologia e suas Especialidades (Abifina), da Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (Anpei), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), e do Conselho Regional de Química do Estado de São Paulo (CRQ IV Região). A Braskem, a SINC do Brasil e a Clariant patrocinam o evento.