Canais de Notícia

Agrobussines

Publicada em 28/08/2013

Colheita de algodão segue em ritmo acelerado em Mato Grosso do Sul

Relatório da Ampasul mostra que em Costa Rica e Alcinópolis colheita passa de 85% das áreas.

Ampasul

A colheita do algodão ciclo normal, ou primeira safra, nas regiões: norte; nordeste e central do Estado seguem em ritmo acelerado, sendo a região nordeste, ou núcleo 1 (Chapadão do Sul), o mais adiantado, com mais de 92% da área cultivada já colhida, conforme relatório divulgado na semana passada pela Associação Sul-Mato-Grossense dos Produtores de Algodão (Ampasul).

A entidade aponta que , no Núcleo 2, que compreende Costa Rica e Alcinópolis a colheita atingiu 85% da área colhida até o dia 19 de agosto e o Núcleo 3, Centro Sul, que compreende: São Gabriel do Oeste, Bandeirantes, Campo Grande e o sul do Estado, a colheita chegou a 53%. No sul do Estado o clima é totalmente diferente e a colheita foi realizada no mês de abril.

Já do algodão adensado, ou segunda safra cujo ciclo termina mais tarde, a Ampasul indica que a colheita chega aos 50% na média. A produtividade, em ambos os casos, (ciclo normal e do adensado), a produtividade em caroço está sendo considerada boa. Alertam os engenheiros agrônomos do Programa Fitossanitário, que o importante é o bom rendimento de pluma e a sua qualidade. A avaliação final da qualidade da pluma consegue-se após o beneficiamento do produto colhido.

Reunião

Segundo a associação, na semana passada foi realizada mais uma reunião do Grupo de Trabalho do Algodão do Núcleo 2. Ocorreram boas discussões sobre assuntos do momento como: destruição de soqueira; vazio sanitário; controle do bicudo no fim da cultura; preparação para o armadilhamento da próxima safra; manejo da lagarta Helicoverpa armigera para próxima safra; transporte de algodão em caroço, entre outros. Durante o encontro, todos participaram relatando situações encontradas em suas propriedades, buscando soluções e opiniões diversas.