Canais de Notícia

Agrobussines

Publicada em 01/07/2013

IBGE prevê safra recorde de cana em MS com 44,3 mi de t

Estimativa leva em conta a cana destinada ao setor sucroenergética e a utilizada para outros fins.

Anderson Viegas

O Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (6), aponta que Mato Grosso do Sul deve colher no ciclo 2013/2014 uma safra recorde de cana-de-açúcar, 44,3 milhões de toneladas.

Os números da entidade, levam em conta o volume que será cultivado para atender o setor sucroenergético e também a matéria-prima que será destinada para outras finalidades. Em relação a safra passada, quando foram colhidas no Estado, conforme o IBGE, 37,7 milhões de toneladas, o incremento na produção deve ser de 17,5%.

A área cultivada com cana neste ciclo cresceu 12,8% frente ao anterior, de acordo com o instituto, passando de 558 ,6 mil hectares para 630 mil hectares e a produtividade deve ter um incremento, se as condições climáticas possibilitarem, de 4,2%, saindo de 67,5 toneladas por hectare de média e chegando a 70,4 toneladas por hectare.

Similaridade de dados

A estimativa do IBGE está bem próxima dos dados divulgados pela Associação dos Produtores de Bioenergia (Biosul) no início de abril. Porém, a entidade contabiliza apenas a produção que será destinada as usinas sucroenergéticas.

A Biosul havia estimado um incremento de produção da cana destinada ao setor em 18,3% neste ciclo em comparação com o passado, saltando de 37,2 milhões de toneladas para 44,1 milhões de toneladas.

A entidade também projetou que a área de corte da cultura passa nesta safra de 542,8 mil hectares para 626,5 mil hectares, um incremento de 15,4%. Em relação a produtividade, as projeções do IBGE e da Conab são as mesmas para os canaviais sul-mato-grossenses, média de 70,4 toneladas por hectare.