Canais de Notícia

Agrobussines

Publicada em 05/06/2013

MS avança na safra destinando 68,9% da cana para produção de etanol

Das 5,8 milhões de toneladas de cana moídas, 4 milhões foram destinadas a produção de etanol.

Anderson Viegas

As usinas sucroenergéticas de Mato Grosso do Sul avançam na produção da safra 2013/2014 de cana-de-açúcar destinando até a primeira quinzena de maio, 68,9% da matéria-prima colhida para a produção de etanol. O percentual confirma a projeção feita Associação dos Produtores de Bioenergia do Estado (Biosul) de que este ciclo será mais alcooleiro que os dois últimos.

Na safra 2012/2013, o mix, ou seja, a quantidade de matéria-prima destinada a fabricação de cada produto, foi de 64% para o etanol e 36% para o açúcar e na anterior, 2011/2012, ficou em 63% para combustível e 37% para o alimento. Neste ciclo, a projeção da Biosul é que o Estado feche a safra com 66% do total da cana colhida sendo utilizada para a fabricação de álcool.

Até o dia 15 de maio, as 24 usinas em operação no Estado processaram 5,8 milhões de toneladas de cana. Desse total, 4 milhões de toneladas foram destinadas a produção de etanol. Foram processados 274,4 milhões de litros, sendo 66,2 milhões de litros de etanol anidro (que é misturado a proporção de 25% a gasolina) e 208,1 milhões de litros do etanol hidratado (que é utilizado nos veículos flex e nos dedicados).

Em relação ao açúcar, de acordo com a entidade, a fabricação atingiu as 201 mil toneladas no acumulado da safra, sendo 36,7 mil toneladas de açúcar cristal e 164,3 mil toneladas de açúcar VHP (açúcar bruto).