Canais de Notícia

Agrobussines

Publicada em 09/05/2013

Copersucar amplia a oferta de açúcar e etanol certificados

Usina São Luiz, de Ourinhos, é a mais nova produtora com a certificação internacional.

Da Redação

A Usina São Luiz, sócia da Copersucar sediada em Ourinhos (SP), acaba de receber a certificação pelo Bonsucro™, atestando a conformidade de seus padrões de produção com os requisitos de sustentabilidade da entidade internacional, que inclui exigências fundamentais para a comercialização de produtos derivados da cana-de-açúcar na União Europeia. Líder global nos mercados de açúcar e etanol, a Copersucar passa a contar agora com seis usinas sócias certificadas pelo Bonsucro e amplia os volumes de açúcar e de etanol produzidos dentro deste padrão internacional de sustentabilidade. Ao todo, a Copersucar passa a contar com 8,8 milhões de toneladas de cana-de-açúcar com a certificação, equivalentes a 573 mil toneladas de açúcar e 395 milhões de litros de etanol.

O padrão Bonsucro avalia os impactos da produção de cana-de-açúcar na biodiversidade, no ecossistema e nos direitos humanos, além do cumprimento às exigências legais e a melhoria contínua nos processos de produção. A avaliação é composta de indicadores-chave, tais como consumo de energia e de água, emissão de gases de efeito estufa. As usinas de cana-de-açúcar devem ser membros afiliadas ao Bonsucro e os certificados são válidos por três anos, com auditorias anuais.

A Usina São Luiz obteve a certificação para uma área plantada de 35,5 mil hectares e uma produção de cana-de-açúcar superior a 1,7 milhão de toneladas. Em produtos, esse volume corresponde a 55 milhões de litros de etanol e a 129 mil toneladas de açúcar.

As cinco primeiras usinas sócias da Copesucar que obtiveram as certificações BonsucroT são a Usina Quatá (Empresas Zilor, localizada no município de Quatá, SP); a Usina São Manoel (em São Manuel, SP); a Usina Santa Adélia (em Jaboticabal, SP); a Usina Barra Grande (Zilor, em Lençóis Paulista, SP), e a Usina São José (também Zilor, em Macatuba, SP). Assim como a Usina São Luiz, de Ourinhos, elas cumpriram os requerimentos de avaliação contidos nos cinco critérios essenciais definidos pelo padrão de produção Bonsucro: cumprimento da legislação; respeito aos direitos humanos e trabalhistas; gerenciamento eficiente de insumos, produção e processamento; gerenciamento ativo da biodiversidade e dos serviços do ecossistema, e a melhora constante das áreas-chave do negócio. Para o cumprimento das Diretivas da União Européia para Energias Renováveis, as usinas também atenderam às exigências adicionais, dentre elas o monitoramento de emissões de gases de efeito estufa e rastreabilidade da cadeia de custódia do etanol.

Para o diretor-presidente da Copersucar, Paulo Roberto de Souza, a conquista da certificação constitui mais um passo da Copersucar em sua missão de criar valor de forma sustentável em toda a cadeia de produção, do campo ao cliente. "A sustentabilidade é um atributo cada vez mais valorizado, tanto pela sociedade quanto pelo mercado, e está no centro da nossa estratégia", afirma ele.

O engajamento contínuo das Usinas Sócias e dos parceiros logísticos na sustentabilidade é um dos compromissos de gestão da Copersucar, afirma o diretor de Planejamento, Maurício de Mauro, gestor do processo de sustentabilidade na Companhia. "Esse comprometimento gera valor em todos os elos da cadeia, favorece o cliente, o meio-ambiente e as comunidades onde atuamos", afirma.