Canais de Notícia

Agrobussines

Publicada em 28/08/2018

Avicultura se reafirma como atividade importante do agro de MS

Atualmente o setor emprega 8.631 pessoas no Estado, com abate diário de 625 mil aves.

Da Redação

O número de avicultores integrados em Mato Grosso do Sul subiu 28% de 2016 para 2018, passando de 391 para 501. Atualmente o setor emprega 8.631 pessoas no Estado, com abate diário de 625 mil aves. No dia dedicado à Avicultura (28 de agosto) há muito o que comemorar, com o setor se reafirmando como atividade essencial para o desenvolvimento econômico estadual.

Nos últimos três anos a avicultura passou por várias transformações em Mato Grosso do Sul. O Governo do Estado por meio da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), realizou ações estratégicas para fomentar o setor e posicionar o Estado como espaço ideal para investimentos na área.

Entre as principais ações realizadas é possível destacar a reativação da Câmara Setorial da Avicultura, que reúne representantes do setor para adotar estratégias que fomente os negócios, a utilização do FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) para financiamento de granjas e a adequação sanitária dos aviários por meio de uma força-tarefa realizada pela Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal).

Dados da Semagro e da Câmara Setorial mostram que o número de abates cresceu 56% nos últimos dez anos, enquanto a produção teve alta de 70% nesse período. Atualmente Mato Grosso do Sul tem 21 milhões de cabeças de aves, distribuídas entre 1.233 granjas pertencentes a 501 produtores integrados.

“Mato Grosso do Sul é hoje, considerado o Estado brasileiro com as condições mais favoráveis para o investimento em empreendimentos de avicultura, isso porque nos últimos anos investimos em ações de fomento para o setor. O FCO proporcionou o crescimento dos produtores e a adequação às novas regras de sanidade animal em vigor”, destaca o secretário Jaime Verruck, titular da Semagro.

O Estado tem frigoríficos de aves em cinco municípios, sendo a maior planta em Sidrolândia e pertence ao grupo JBS, que também tem unidade de aves em Caarapó. A Frango Bello tem plantas em Itaquiraí e Aparecida do Taboado. Na segunda maior cidade do Estado, está a unidade da BRF.