Canais de Notícia

Agrobussines

Publicada em 18/08/2018

Em posse do 2º mandato na Famasul, Saito destaca integração com outras entidades do agro

Solenidade posse ocorreu na noite desta sexta-feira (17), em Campo Grande

Anderson Viegas

O presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, tomou posse na noite desta sexta-feira (17), em Campo Grande, para seu segundo mandato à frente da instituição. Na solenidade, destacou como um das principais realizações da sua primeira gestão a integração com outras instituições do setor, para reforçar ainda mais a representatividade da agropecuária sul-mato-grossense.

Para conferir a galeria de fotos da posse clique aqui!

“De forma individual o setor não tem representatividade, por isso, investimos no fortalecendo de parcerias já firmadas, como a da Aprosoja-MS e a Sulcanas (Associação dos Fornecedores de Cana Sul-Mato-Grossenses), abrindo espaço, ainda, para a Associação de Suinocultores de Mato Grosso do Sul (Asumas), Associação de Avicultores de Mato Grosso do Sul (Avimasul) e Reflore/MS, além de ter promovido a reaproximação com a ACRISUL. Potencializamos, também, ações com a comunidade científica, OCB/MS, OAB/MS, Sebrae, conselhos de classe, Forças Armadas, instituições financeiras e empresas privadas”, destacou.

Saito destacou ainda como outras iniciativas importantes do primeiro mandato, o compartilhamento do conhecimento com produtores e trabalhadores rurais por meio da educação, qualificação profissional e assistência técnica.

Na qualificação profissional, destacou, por exemplo, que por meio do Senar/MS foram qualificadas nos últimos três anos 143,7 mil pessoas e que para reforçar ainda mais esse trabalho, o Sistema Famasul promoveu ou apoiou cerca de 300 eventos, grande parte para produzir e difundir conhecimento.

Na área social destacou o trabalho da Federação e do Senar/MS no atendimento médico-odontológico gratuito a 41.181 pessoas, realizando 162.586 procedimentos com os programas “Saúde do Homem e da Mulher” e 78 do “Pingo D’Água”.

Por sua vez, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) parabenizou a diretoria pelo trabalho árduo, pelos avanços obtidos pelo segmento e que contribuíram para o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul e destacou a parceria do setor produtivo com o Poder Público, no sentido de reduzir a carga tributária e a burocracia.

“Se não fosse o agro, a nossa economia estaria em uma situação ainda pior. Um exemplo disso é o fato de Mato Grosso do Sul estar entre os cinco únicos estados brasileiros que tiveram aumento na renda do trabalhador. Isso demonstra a força do setor que, com certeza, é representada por entidades sérias e comprometidas, como a Famasul”, citou.

O vice-presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minhas Gerais, Roberto Simões, desejou à nova diretoria da Famasul uma gestão de fortalecimento.

Cerca de 800 pessoas acompanharam a solenidade entre lideranças políticas, autoridades, presidentes de sindicatos rurais e colaboradores do Sistema Famasul.

Na eleição realizada no dia 16 de junho, Saito obteve 81,25% dos votos válidos dos delegados dos sindicatos rurais do estado, na disputa contra Terezinha Cândido, e vai presidir a entidade pelo triênio 2018/2021.

A nova diretoria empossada para o triênio 2018/2021 ainda tem como integrantes: Luis Alberto Moraes Novaes (primeiro vice-presidente); Rafael Nunes Gratão, Antonio Umberto Maran, Leonardo Leite Barros, Saturnino Silverio Pereira, Lauri Dalbosco, Ronan Nunes da Silva, Leandro Mello Acioly, Lucio Damália e Manoel Agripino Cecilio de Lima (todos como vice-presidentes regionais); Frederico Borges Stella (primeiro secretário); Edy Elaine Biondo Tarrafel (segunda secretária); Maria Tereza Ferreira Zahran (terceiro secretária); Marcelo Bertoni (primeiro tesoureiro); Thais Carbonaro Faleiros Zanatti (segunda tesoureira) e André Cardinal Quintino (terceiro tesoureiro).

O presidente reeleito

Mauricio Saito é graduado em Medicina Veterinária pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) e pós-graduado em Administração de Empresas Agrárias pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). Possui ainda MBA em Gestão Empresarial pela Escola de Pós-Graduação em Economia (EPGE), da Fundação Getúlio Vargas. Produtor rural desde 1996, com atividades em Mato Grosso do Sul, é conselheiro da Fundação MS e foi aluno da primeira turma do curso Líder MS, promovido pela Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), em 2003. Foi presidente do Sindicato Rural de Itaporã por duas gestões – de 2002 a 2005 e de 2008 a 2011 –, foi presidente da Cooperativa Agrícola Mista Serra de Maracaju (Coopsema), de 2008 a 2010, e presidiu a Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul (Aprosoja/MS) de janeiro de 2014 a agosto de 2015. Eleito presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), assumiu a gestão da entidade em agosto de 2015. Entre 2016 e 2017 foi, também, conselheiro do Conselho Deliberativo de Desenvolvimento do Centro-Oeste (Condel/Sudeco), autarquia que gerencia o Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO) e o Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FDCO). No cargo, representou o setor produtivo e empresarial do Centro-Oeste do Comércio, Indústria e Agropecuária.