Canais de Notícia

Agrobussines

Publicada em 13/04/2015

Com 800 mil ha, MS tem potencial de expansão na silvicultura

MS Florestal vai discutir a potencialidade do setor em Mato Grosso do Sul.

Da Famasul

Mato Grosso do Sul tem se destacado na silvicultura no cenário nacional. Para se ter uma ideia da ampliação deste segmento, em oito anos a área destinada ao plantio de eucalipto no Estado cresceu 566%, saindo de 120 mil para os atuais 800 mil hectares estimados pela Reflore – Associação Sul-Mato-Grossense dos Produtores e Consumidores de Florestas Plantadas.

Para mostrar a realidade do setor de florestas plantadas em Mato Grosso do Sul, ampliar a divulgação sobre os principais temas da atividade florestal e assim atrair mais empresas para o Estado, a Reflore-MS, em parceria com o Sistema Famasul - Federação da Agricultura e Pecuária de MS e demais instituições, promoverá entre os dias 13 e 15 de abril, às 19 horas, o MS Florestal - 4º Congresso Florestal de MS, no Centro Rubens Gil de Camillo.

De acordo com o presidente da Famasul, Nilton Pickler, o mercado é favorável para a expansão da atividade no Estado. "Com duas fábricas de celulose operando a todo vapor em Três Lagoas e com outras a caminho, nosso Estado comprova que demanda não é problema para o setor. Com isso, o produtor tem espaço para ampliar o plantio de eucalipto e de outras florestas plantadas. Uma alternativa viável é o sistema de integração lavoura-pecuária- floresta".

O tema central do MS Florestal é “Novos Desafios da Indústria Brasileira de Árvores”, exatamente porque “necessitamos estender as cadeias produtivas de base florestal e buscar novos negócios”, destaca o presidente da Reflore, Moacir Reis.

Um dos destaques do evento é a palestra da diretora do Instituto Senai de Inovação em Biomassa, Carolina Andrade, que abordará o tema “Biomassa combustível e Biomassa energia: desafios e oportunidades”. Segundo os dados do IEA - Instituto de Economia Aplicada, no Brasil estão em operação 2.701 usinas de energia elétrica, das quais 70% são movidas pelas águas, ou seja, hidrelétricas, 21% por combustíveis não renováveis e 8% por biomassa.

Embora ainda pouco expressiva, a geração de eletricidade a partir da biomassa cresceu 227% em 2013 comparado a 2005, sendo que a madeira contribui com 3,6% da atual capacidade instalada para geração de energia e os resíduos da agropecuária com 96,4%.

Segundo o diretor executivo da Reflore, Dito Mário Lázaro, “nosso objetivo é que os poderes federal, estadual e os municipais de base florestal possam estar juntos com empresários e investidores para podermos socializar o conhecimento das tendências da economia macro e local, proporcionando a patrocinadores, empresas e produtores rurais que possam aumentar e ampliar a sua rede de contato com todos os participantes. Estamos esperando muitos empresários de outros estados que querem investir em Mato Grosso do Sul, afinal aqui temos florestas, mais de 250.000 hectares de eucaliptos para serem aproveitados”.

No MS Florestal, que vai acontecer nos dias 13, 14 e 15 de abril em Campo Grande-MS, são esperados mais de 600 participantes de todo o Brasil e do Exterior. As inscrições com desconto já começaram, para mais informações basta acessar o site do evento: www.msflorestal.com.br. Durante o evento, será também realizado o lançamento da campanha de prevenção e combate a incêndios 2015.