Canais de Notícia

Agrobussines

Publicada em 18/12/2012

Mesmo com usinas ainda moendo, MS já tem produção recorde de cana

Usinas do Estado já processaram 35 milhões de toneladas de cana.

Anderson Viegas

Mesmo com a safra 2012/2013 ainda em andamento, Mato Grosso do Sul já tem a maior produção de cana-de-açúcar de sua história. Segundo dados divulgados nesta segunda-feira (17), pela Associação dos Produtores de Bioenergia do Estado (Biosul), até a segunda quinzena de novembro, foram processadas 35 milhões de toneladas, contra 33,8 milhões de toda a safra 2011/2012.

Conforme o presidente da Biosul, Roberto Hollanda Filho, a previsão da entidade é que o processamento de matéria-prima do ciclo atual se estenda até janeiro de 2013, mas não se pode antecipar se a moagem atingirá a projeção de volume feita pela entidade em agosto, que era de 38,6 milhões de toneladas.

“Temos uma boa moagem, mas ainda existem riscos e a expectativa de colhermos 38,6 milhões de toneladas pode não se concretizar”, apontou com cautela Hollanda.

Dados da quinzena

De acordo com a Biosul, a produção histórica foi atingida com a moagem somente na segunda quinzena de novembro de 2 milhões de toneladas. Comparando esse mesmo período de 2012 com o de 2011 o incremento foi de 9,67%, um aumento bem superior a média registrada no Centro-Sul que foi de 4,62%.

Com 35 milhões de toneladas de matéria-prima processadas, as 22 usinas sucroenergéticas instaladas no Estado produziram 1,66 milhões de toneladas de açúcar e 1,795 bilhão de litros. O mix, ou seja, a quantidade de cana destinada a fabricação de cada produto, está em 63,66% para o biocombustível e 36,34% para o alimento.

Por outro lado, a quantidade de açúcares totais recuperáveis (ATR) da cana colhida nesta quinzena foi de 131,89 kg por tonelada, pouco abaixo dos 133,14 kg por tonelada, dos primeiros 15 dias de novembro. No acumulado da safra está em 137,72 kg por tonelada.