Canais de Notícia

Agrobussines

Publicada em 03/10/2014

Reunião debate implementação da assistência técnica do Senar

Reunião reuniu técnicos da entidade e do MAPA.

Do Senar/MS

Os desafios para a implementação do Programa de Assistência Técnica e Gerencial do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) foram debatidos com representantes das regionais da entidade e técnicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) durante a 1ª Reunião Geral do Projeto ATER-Mapa, realizada nesta quinta-feira (2/10), na sede do Sistema CNA/SENAR, em Brasília.

O encontro serviu para o nivelamento de informações e para o esclarecimento de dúvidas dos representantes dos oito Estados contemplados pelo Mapa nas duas chamadas públicas para a prestação de assistência técnica lançadas até agora. Representantes das regionais do SENAR da Bahia, Mato Grosso, Santa Catarina, Sergipe, Rio Grande do Sul, Goiás e Minas Gerais receberam informações sobre a metodologia do programa do SENAR e a proposta de atendimento apresentada pelos editais do Mapa. O evento foi moderado pelo coordenador de Assistência Técnica e Gerencial do SENAR, Matheus Ferreira Pinto da Silva, e também contou com a participação da coordenadora de Capacitação em Assistência Técnica da entidade, Janete Lacerda de Almeida, e do diretor do Departamento de Sistemas de Produção e Sustentabilidade da Secretária de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo (SDC) do Mapa, José Guilherme Leal.

“Apresentamos a proposta e debatemos possíveis ajustes para tornar o que está no edital algo aplicável e eficiente. Vamos estabelecer um plano de ação, um cronograma e definir a mobilização com municípios e parceiros locais. Queremos ter uma estrutura montada para executar o trabalho quando os convênios forem assinados”, declara o coordenador de Assistência Técnica e Gerencial do SENAR, Matheus Ferreira Pinto da Silva.

Segundo ele, das 27 regionais do SENAR, 24 já mandaram representantes para fazer o curso preparatório de Gestão Técnica e Econômica de propriedades rurais, com ênfase em Projetos de ATER - PRONATEC 2014. Até o dia 10 de outubro, 148 instrutores terão concluído a capacitação. A primeira turma de técnicos de campo também já está em formação no curso de Assistente de Planejamento e Controle de Produção, do Pronatec do SENAR, realizado em Nova Friburgo (RJ).

Os dois editais lançados pelo Mapa até o momento preveem a execução, capacitação e assistência técnica para a melhoria da qualidade e segurança do leite em seis Estados – Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul (3.680 propriedades) – e assistência técnica e extensão rural para médios produtores na região do semiárido na Bahia e Sergipe (2.825 propriedades). Além de prestar assistência técnica para esse público, o SENAR terá o desafio de formar técnicos de campo para atuar na área.

Conforme José Guilherme Leal, enquanto a criação oficial da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater) é aguardada, serão firmados convênios para a realização do atendimento. As prioridades iniciais serão atender o semiárido, pecuária de leite, tecnologias sustentáveis (ABC), agricultura orgânica e manejo integrado de pragas. Leal avisa que existe a previsão de lançar mais três editais nos próximos meses: para tecnologias do plano ABC (possivelmente nas regiões Centro-Oeste e MATOPIBA), para agricultura orgânica e para manejo integrado de pragas. A previsão do Mapa é atender, aproximadamente, 3,5 milhões de médios produtores e agricultores familiares brasileiros.

“O nosso objetivo é levar a assistência técnica para outro patamar no Brasil e essa parceria com o SENAR é fundamental. Com esse trabalho que o SENAR está fazendo e essa estruturação, teremos instrumentos adequados e específicos para a contratação do serviço. Um dos pontos essenciais será a aferição de cada projeto e termos indicadores de resultado”, ressalta ele.