Canais de Notícia

Agrobussines

Publicada em 01/07/2014

Eldorado vai investir R$ 8 bi em nova linha de produção em MS

Empresa já recebeu a licença do Imasul para ampliar sua capacidade.

Da Eldorado

A Eldorado Brasil Celulose (www.eldoradobrasil.com.br), empresa que inaugurou a maior e mais moderna fábrica de celulose em linha única do mundo em Três Lagoas (MS), em dezembro de 2012, recebeu Licença de Instalação do Instituto de Meio Ambiente do Mato Grosso do Sul (Imasul) para ampliar sua capacidade de produção de celulose para 4 milhões de toneladas por ano.

“Esta é uma conquista duplamente importante para a Eldorado, pois nos permite ampliar a atual capacidade de produção com ganhos de sinergia e competitividade, além de nos permitir a construção de uma nova linha de produção de até 2,3 milhões de toneladas por ano. Combinação de alta escala de produção, tecnologia estado da arte e sustentabilidade são as bases desta expansão”, afirma o presidente da Eldorado, José Carlos Grubisich.

Com início da terraplanagem programada para julho, a nova linha de produção tem espaço reservado no mesmo site que a Eldorado opera hoje. “Como o projeto da Eldorado contemplava esta expansão, a área foi preparada para acomodar as duas linhas, compartilhando infraestrutura e alavancando investimentos já realizados”, explica o diretor Técnico Industrial, Carlos Monteiro.

Além de gerar empregos na fase de construção civil e montagem, a expansão já apresenta reflexos na equipe de colaboradores. “Desde o início deste ano, estamos plantando eucalipto para a nova linha. Até dezembro serão mais 50 mil hectares de florestas que, somadas as dedicadas à linha atual, resultam em mais de 210 mil hectares de florestas plantadas. Para gerir e operar toda esta área, investimos em contratação de funcionários diretos, promovendo colaboradores antigos e admitindo pessoas para mais de 800 novos postos”, revela Monteiro.

A nova linha de produção irá gerar 300 megawatt-hora (MWh) adicionais de energia, o que ampliará a geração do complexo da Eldorado para mais de 500 MWh. A Eldorado se manterá autossuficiente em energia, com venda do excedente para empresas instaladas no complexo industrial em Três Lagoas e para o sistema elétrico nacional.

Para viabilizar este projeto, a Eldorado estima investir R$ 8 bilhões na construção da fábrica, na ampliação da logística e na composição de novas florestas próprias de eucalipto. “O início da construção da nova linha representa uma importante etapa para a Eldorado, um novo momento para o desenvolvimento econômico e social da região e ainda contribui para o fortalecimento da indústria brasileira”, diz Grubisich.

A empresa, que construiu a primeira linha em menos de dois anos e alcançou qualidade para exportação de celulose em tempo recorde - menos de três meses de operação -, está otimista com relação à expansão e empenhada em alcançar novos desafios. “Nosso desempenho tem sido muito positivo. Consolidamos nossa posição de competitividade e sustentabilidade e atingimos arrojados objetivos, principalmente no plantio de florestas e na produção industrial. É com esta mesma energia, competência e experiência de uma equipe comprometida e motivada que construiremos a nova linha de produção”, completa Grubisich.