Canais de Notícia

Agrobussines

Publicada em 26/05/2014

Aécio diz que equívocos do governo estão prejudicando o etanol

Pré-candidato a presidência pelo PSDB criticou postura do governo frente ao setor.

Unica

Para o pré-candidato à Presidência da República do PSDB, Aécio Neves, o Brasil está fadado a ser a maior potência mundial de energia renovável, especialmente aquela gerada a partir da biomassa. O ex-governador de Minas Gerais fez essa e outras considerações ao comentar sua participação na Cerimônia de Entrega do 5º Prêmio TOP Etanol, evento organizado pelo Projeto AGORA que acontece na segunda-feira, 2 de junho, no Grand Hyatt Hotel de São Paulo.

“Infelizmente, inúmeros equívocos do governo estão prejudicando o etanol, gerando uma crise que envolve 2,5 milhões de trabalhadores e se espalha por centenas de municípios,” comentou o pré-candidato em nota enviada aos organizadores do evento, referindo-se à situação difícil em que se encontra boa parte das empresas do setor sucroenergético nacional.

Para Aécio Neves, uma experiência de mais de 40 anos “está, tristemente, sendo jogada fora.” Ele considera que o país está mostrando que deseja mudanças e que uma delas deve ser uma virada a favor do etanol. “Nosso combustível verde-amarelo vai retomar seu lugar na matriz energética, ajudando o desenvolvimento sustentável do país,” frisou.

Neves considera que participar da Cerimônia de Entrega do 5º Prêmio TOP Etanol demonstra seu “compromisso com essa agenda, que representa o futuro do Brasil.” Os pré-candidatos Eduardo Campos, do PSB, e a presidente Dilma Rousseff, pré-candidata pelo PT, também foram convidados a expor seus planos para o setor sucroenergético em discursos durante o evento. Para auxiliar os pré-candidatos na elaboração de seus comentários, os três receberão esta semana do Projeto AGORA um documento expondo a visão e as prioridades do setor sucroenergético brasileiro.

O evento começa às 19 horas de segunda-feira, 2 de junho, no Grand Hyatt Hotel de São Paulo. O credenciamento de jornalistas já está aberto e deve ser feito junto à CDN Comunicação Corporativa.