Canais de Notícia

Agrobussines

Publicada em 03/04/2014

Pecuaristas da zona de fronteira fazem dupla vacinação em MS

Todo o rebanho está sendo vacinado contra a aftosa e as fêmeas, de 3 a 8 meses, contra a brucelose.

Anderson Viegas

Pecuaristas dos municípios da fronteira do Brasil com o Paraguai e a Bolívia, em Mato Grosso do Sul, estão fazendo uma dupla vacinação do rebanho bovino e bubalino. Foi aberta na região no dia 1º de abril a campanha de imunização de todo o rebanho, de mamando a caducando, contra a febre aftosa, e os criadores estão aproveitando o trabalho de manejo, para vacinar também as fêmeas, de três a oito meses, contra a brucelose.

Segundo a Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), a campanha contra a aftosa na região de fronteira vai até o dia 15 de maio e engloba 13 municípios que possuem propriedades que estão em uma faixa de 15 quilômetros da fronteira brasileira com os outros dois países: Porto Murtinho, Caracol, Bela Vista, Antônio João, Ponta Porã, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Paranhos, Sete Quedas, Japorã, Mundo Novo, Corumbá e Ladário.

Ainda nesta primeira etapa de campanha contra a aftosa, a vacinação será realizada em outras duas regiões do Estado. No Planalto, a imunização será realizada entre 1º e 31 de maio e no Pantanal, de 1º de maio a 15 de junho. A agência estima que nesta etapa inicial da campanha sejam imunizados contra a aftosa 19 milhões de animais no estado e contra a brucelose 2,4 milhões. No segundo semestre será promovida uma nova rodada da campanha.