Canais de Notícia

Agrobussines

Publicada em 07/03/2014

Programa do Senai ajuda a aumentar vendas em casas de carnes

O Senai Carne Vermelha tem foco na valorização do produto e aperfeiçoamento profissional.

Da assessoria

Com foco na valorização do produto por meio de cursos de qualificação profissional básica, de aperfeiçoamento profissional e palestras de sensibilização do consumidor final, o Programa Senai Carne Vermelha já está dando bons resultados com o aumento das vendas nas casas de carnes que passaram pela consultoria técnica. Esse é o caso da Casa de Carnes Ponto da Carne, localizado no Bairro Vila Célia, em Campo Grande (MS).

Segundo o gerente Flavio Bortoletto, o Programa aprimorou as técnicas comerciais de cortes e ofereceu a oportunidade de aproveitamento de pedaços que antes tinham pouca saída, agregando valor ao produto final. “A capacitação permitiu a modernização e a implementação de novos cortes de carne, ou seja, temos uma maior variedade de produtos para oferecer aos nossos clientes", disse.

Flavio Bortoletto destacou ainda que a capacitação profissional promoveu a adequação da mão de obra mais qualificada. “O funcionário entra na empresa já com um treinamento, mas a reciclagem se torna necessária para atender a clientela, que é cada vez mais exigente e busca por novidades”, declarou.

Consultoria

Na prática, o Programa possui uma equipe técnica do Senai, fomentando a higiene, qualidade, segurança e satisfação dos consumidores do produto. Além disso, são oferecidos serviços de orientação e assessoria técnica voltados à formação de consultores de carne, com foco no negócio, na padronização do processo, na melhoria da forma de apresentação e garantia de qualidade e segurança da carne ofertada no mercado estadual.

O consultor Arildo Flores destaca a importância de levar conhecimentos básicos para o oferecimento de um produto qualidade. “Neste programa, procuramos orientar o máximo possível para ter segurança naquilo que está se produzindo, segurança no que diz respeito não só a empresa, como, principalmente, segurança para o cliente”, afirmou.

Arildo Flores falou ainda dos cuidados quanto à preparação da carne. “Produtos como pimentão, cebola e alho in natura são arriscados, por isso é melhor dar preferência aos produtos desidratados. Além disso, a forma de embalar e o armazenamento também devem ter um cuidado especial para a preservação do produto”, comentou.

O Programa

As atividades do Programa tiveram início em dezembro do ano passado e a meta é atender 80 estabelecimentos entre casas de carnes, açougues e redes de supermercados até o fim deste ano. Desse total, 30 empresas serão de Campo Grande, 20 de Três Lagoas, 20 de Dourados, 5 de Naviraí e 5 de Corumbá. As empresas serão divididas em grupos de até 15 participantes, sendo atendidas com 24 horas de serviços de orientação e assessoria técnica por empresa, com 6 horas de atendimento coletivo, 15 horas de oficina tecnológica por empresa e 3 horas para elaboração do relatório final e apresentação ao empresário.

Segundo o diretor-técnico do Senai, Dax Goulart, o intuito é que o Estado tenha trabalhadores mais qualificados, melhores carnes, melhores cortes e, consequentemente, consumidores mais satisfeitos. "Do ponto de vista do empresário, o Programa oferece conhecimento técnico para trabalhar cortes nobres, manipular e armazenar corretamente a carne. Dessa forma, o consumidor também será beneficiado e a cadeia produtiva será fortalecida com o aquecimento do mercado e maior volume de vendas”, afirmou.

De acordo com a assessora de atendimento empresarial do Senai, Laura Castro Carrielo Rosa, já está fechado o cronograma de atendimento para os meses de março, abril e maio. “O Senai Carne Vermelha tem na programação o atendimento das cidades de Campo Grande, Dourados, Três Lagoas, Corumbá, Coxim, Sidrolândia, Jardim, Bonito, Rio Verde, Ribas do Rio Pardo e Paranaíba”, disse, lembrando que o Programa tem como parceiros o Sebrae/MS, a Embrapa Gado de Corte, o Sicadems (Sindicato das Industrias de Frios, Carnes e Derivados do Estado) e a Amas (Associação Sul-Mato-Grossense de Supermercado).