Canais de Notícia

Agrobussines

Publicada em 03/02/2014

Chuva dificulta manejo e plantio do algodão em Mato Grosso do Sul

Além da questão climática, os cotonicultores do Estado também estão preocupados com o ataque de pragas e doenças.

Do CanaNews com assessoria

A chuva constante nos últimos dias nas regiões Norte e Leste de Mato Grosso do Sul tem atrapalhado os produtores de algodão. Segundo relatório semanal do Programa Fitossanitário da Associação Sul-Mato-Grossense dos Produtores de Algodão (Ampasul), a precipitação tem atrapalhado os tratos culturais da safra de verão e ainda o plantio das lavouras de inverno.

Além da questão climática, os cotonicultores do Estado também estão preocupados com o ataque de pragas e doenças. Na região de Chapadão do Sul, por exemplo, que é um dos polos da cultura no Estado, nas armadilhas instaladas nas lavouras, foram capturadas lagartas do gênero Helicoverpa, além do exemplares do pulgão do algodoeiro (30% de plantas com colônias) e da mosca-branca (25% das plantas com adultos e ninfas).

Segundo a Ampasul, as lagartas do gênero Helicoverpa estão presentes em toda a região Sul do Estado. Levantamentos feitos no campo apontam a infestação de até 18 insetos para cada grupo de 100 plantas de algodão, nas áreas mais atacadas. Para controlar o ataque das pragas e doenças, a entidade recomenda o rotacionamento de produtos de diferentes grupos químicos.