Canais de Notícia

Agrobussines

Publicada em 12/12/2013

Abates de bovinos, suínos e frangos no 3º trimestre foram recordes

Dados são da esquisa Trimestral de Abate de Animais e Aquisição de Leite, Couro e Produção de Ovos e foi divulgada hoje (11) pelo IBGE.

IBGE

O abate de bovinos no 3º trimestre de 2013 (8,91 milhões de cabeças) atingiu pela segunda vez consecutiva o recorde na série trimestral, registrando aumento de 10,7% em relação ao mesmo trimestre de 2012 e de 4,4% em relação ao volume do trimestre imediatamente anterior.

A produção de carcaças de bovinos também alcançou recorde consecutivo, com a marca de 2,137 milhões de toneladas, indicando aumentos de 6,4% em relação ao trimestre imediatamente anterior e de 11,4% frente ao 3º trimestre de 2012.

O abate de suínos (9,35 milhões de cabeças) também foi recorde, com aumento de 5,3% em relação ao trimestre imediatamente anterior e de 0,6% em relação ao 3º trimestre de 2012.

O abate de frangos (1,44 bilhão de cabeças) estabeleceu pela segunda vez consecutiva novo recorde na série histórica, com aumentos de 1,1% em relação ao 2º trimestre e aumento de 8,4% frente ao 3º tri de 2012.

A aquisição de leite cru foi de 5,99 bilhões de litros, com aumentos de 8,3% sobre o mesmo período do ano anterior e de 12,1% relação ao 2º trimestre de 2013.

No 1º tri de 2013 foram adquiridas 10,01 milhões de peças de couro, com aumentos de 3,3% sobre o trimestre anterior e de 11,0% sobre o 3º trimestre de 2012.

A produção de ovos de galinha foi de 692,01 milhões de dúzias, com aumento de 1,3% sobre o 3º trimestre de 2012 e de 1,8% sobre o 2º trimestre de 2013.

Abate bovino é o maior na série histórica da pesquisa

No 3º trimestre de 2013, o abate de bovinos no Brasil atingiu pela segunda vez consecutiva, recorde na série trimestral de abate de bovinos, com a marca de 8,913 milhões de cabeças abatidas. Esse valor foi 4,4% mais alto que o volume do trimestre imediatamente anterior e 10,7% superior ao valor registrado no 3º trimestre de 2012.

A produção de carcaças de bovinos também alcançou recorde consecutivo, com a marca de 2,137 milhões de toneladas, representativos de aumentos de 6,4% em relação ao trimestre imediatamente anterior e de 11,4% frente ao 3º trimestre de 2012.

Dentre as regiões brasileiras apenas a Sul não apresentou incremento da quantidade de bovinos abatidos (-3,8%) no comparativo do 3º trimestre de 2013 com o mesmo período do ano anterior. As variações foram da ordem de 14,4% no Norte; 13,3% no Centro-Oeste; 11,1% no Sudeste; 9,9% no Nordeste. No ranking do abate de bovinos por unidades da Federação, Mato Grosso reafirmou sua liderança no 3º trimestre de 2013, apresentando aumento de 21,9% na quantidade de cabeças abatidas em relação ao 3º trimestre de 2012.

Abate de suínos tem aumento de 5,3% sobre o 2º trimestre de 2013

No 3° trimestre de 2013 foram abatidas 9,351 milhões de cabeças de suínos, um novo recorde, com aumentos de 5,3% em relação ao trimestre imediatamente anterior e de 0,6% na comparação com o mesmo período de 2012.

O peso acumulado das carcaças no 3º trimestre de 2013 alcançou 900,488 mil toneladas, representando aumentos de 5,3% em relação ao trimestre imediatamente anterior e de 0,4% frente ao mesmo período de 2012.

A região Sul respondeu por 65,9% do abate nacional de suínos no 3º trimestre de 2013, seguida pelas regiões Sudeste (18,6%), Centro-Oeste (14,3%), Nordeste (1,2%) e Norte (0,05%). No comparativo entre os 3° trimestres 2013/2012, a região Sul apresentou aumento (+0,8%) na sua participação, a Centro-Oeste apresentou redução (-1,3%). Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná lideraram, o ranking nacional de abate de suínos.

Abate de frangos tem aumento de 8,4% em relação ao 3º trimestre de 2012

No 3° trimestre de 2013 foram abatidas 1,444 bilhão de cabeças de frangos estabelecendo, pela segunda vez consecutiva, novo recorde na série histórica, com aumentos de 1,1% em relação ao trimestre imediatamente anterior e de 8,4% na comparação com o mesmo período de 2012.

O peso acumulado das carcaças foi de 3,191 milhões de toneladas, estabelecendo, pela segunda vez consecutiva, novo recorde desde quando a pesquisa foi iniciada em 1997. Esse resultado representou aumentos de 1,0% em relação ao trimestre anterior e de 7,7% frente ao 2° trimestre de 2012.

Os resultados registrados no 3° trimestre de 2013 apresentaram, na comparação com o mesmo trimestre de 2012, aumento de 58,8% para 60,3% na participação da Região Sul em âmbito nacional. O Paraná foi o principal Estado no ranking brasileiro de abate de frangos. O Sudeste foi a segunda região brasileira em importância no volume de cabeças abatidas, embora tenha tido sua participação reduzida de 21,7% para 20,4% no mesmo comparativo.