Canais de Notícia

Agrobussines

Publicada em 26/09/2013

Workshop: Invasão de javali e consequências para agricultura

Evento será promovido em Dourados nesta quinta-feira (26).

Embrapa Agropecuária Oeste

Nesta semana, na quinta-feira, 26 de setembro, diversos profissionais vão debater a invasão de javali e as consequências para agricultura brasileira. Clique aqui para conferir a programação, fazer sua inscrição e participar do workshop que será na Embrapa Agropecuária Oeste (Dourados, MS).

A realização do evento é da Embrapa Agropecuária Oeste, Embrapa Pantanal e Embrapa Suínos e Aves. O evento conta com o apoio da Famasul e do Sindicato Rural de Rio Brilhante.

O público-alvo são produtores, pesquisadores, técnicos e representantes da sociedade que atuam na região da Grande Dourados. O workshop também é voltado para órgãos oficiais ligados à questão de controle de espécies problema. As incrições são gratuitas e podem ser feitas pelo site.

O javali

O javali não é um animal da fauna sul-mato-grossense. É nativo da Europa, Ásia e Norte da África. Na década de 90 foi introduzido em criações em Argentina e no Uruguai, por onde ingressou no Rio Grande do Sul e a partir daí vem avançado por vários estados do País, como Mato Grosso do Sul. Sem predadores naturais se reproduz rapidamente, o que o torna um causador potencial de desequilíbrio da fauna.

Além disso, em Rio Brilhante, principal município atingido em Mato Grosso do Sul, os animais entram nas lavouras de milho, comem as espigas e deitam as plantas no chão. No início do ano, o Sindicato Rural da cidade e a Federação de Agricultura e Pecuária (Famasul) estimavam que na região os prejuízos variavam entre 10% e 15% nas áreas de cultivo atingidas.

Outro preocupação para os produtores, conforme informaram as entidades na época, é o risco sanitário, uma vez que a espécie é transmissora da doença Aujeszky, que não afeta o ser humano, mas pode causar restrições comerciais à carne suína, bem como a peste suína africana, erradicada no Brasil desde 1981.